Paris é doce!

(11 de setembro de 2014)

Bookmark and Share

Os franceses têm pela mesa verdadeira devoção pelos doces. É questão de orgulho nacional, hábito cultural e apego às técnicas e à tradição secular, insculpida em anos de obsessiva busca pela perfeição.

Come-se muito bem no país, mesmo em restaurantes pequenos e baratos. Viajar pelo país pode ser uma aventura gastronômica e, para os sentidos, inesquecível! As confeitarias se espalham e são verdadeiros templos de universo doce! E Paris é mesmo uma cidade que faz questão de manter e difundir os seus doces, de preservar as tradições.

Por isso mesmo resolvi fazer esse post “doce” para realçar as peripécias açucaradas que são obrigatórias na cidade!   Pierre Hermé, Philipe Conticini, Jacques Genin são chefs que formam uma constelação de estrelas e dão crédito aos maiores deleites da pâtisserie!

Uma passagem doce não ficaria completa sem uma passadinha básica na FAUCHON!… Um templo do luxo, da gastronomia e do bem viver, tem além de doces, temperos, especiarias, comidinhas rápidas e, umas compritchas gourmet não fazem mal a ninguém… rsrsrs… Meu especial apreço por esse lugar foi brindado com uma hospedagem na circunvizinhança na  minha última passagem em Paris. Logo, não é difícil imaginar, sempre dávamos uma passadinha pra levar umas guloseimas ou pãezinhos para o hotel!!! Rsrsrsrs… Ah, e preciso também  dizer que o éclair é do outro mundo!

m1

 

m4

Philippe Conticini é um verdadeiro ourives da pâtisserie. Suas coleções, expostas na sua PÂTISSERIE DES RÊVES são verdadeiras joias da confeitaria francesa. Não sabemos nem por onde começar… O fato é que os clássicos, como Paris Brest, Mont Blanc, Croquembouches, Saint Honoré, Éclairs e afins estão sempre ali, milimetricamente elaborados e dispostos para enebriar mesmo os sentidos!

m6

Os devaneios açucarados atingem um ápice e um enlevo pelas mãos do chef PIERRE HERMÉ, um dos chefs pasteleiros mais aclamados do mundo. Seus macarrons são inigualáveis, com criações que vão além do suntuoso e do sabor máximo. Os demais mimos doces recebem versões tradicionais ou em releituras lindas e cheias de sabor! E os seus macarrons são os melhores do mundo na minha opinião!

m8

Outro patamar em versão turbinada é Jacques Genin e suas criações mostradas em uma trajetória virtuosa.

Enfim, a alegoria doce parisiense é generosa e cheia de enlevo, e sem uma passadinha nesses endereços, Paris se tornaria um pouco aguada, não acham?

 

FAUCHON

24-26 Place de La Madeleine

Paris

http://www.fauchon.com/en/

LA PÂTISSERIE DES RÊVES

93 Rue Du Bac

19 Rue Poncelet

111 Rue de Lonchamp

http://www.lapatisseriedesreves.com/

PIERRE HERMÉ

72 rue Bonaparte 75006 Paris

4 rue Cambon 75001 Paris

39 avenue de l’Opéra 75002 Paris

18 rue Sainte-Croix-de-la-Bretonnerie 75004 Paris

E OUTROS ENDEREÇOS

http://www.pierreherme.com/

Bookmark and Share

Premio 50 Melhores da América Latina: as minhas impressões registradas nos meus votos!

(6 de setembro de 2014)

Bookmark and Share

tr vot

Se tem um ranking que anda mais em evidência no mundo gastronômico, esse prêmio se chama 50 Melhores Restaurantes do Mundo, da Revista Restaurant em parceria com a San Pellegrino.

Para apimentar ainda mais as coisas, foi lançado no ano passado o Premio 50 Melhores da América Latina, prêmio do qual fui parte do júri escolhido mundo afora entre chefs, gourmets e jornalistas especializados.

Eleger meus 7 restaurantes favoritos no continente não foi tarefa fácil, mas tentei elaborar meus votos de forma bem distribuída entre os grandes restaurantes dos quais a América Latina está provida… Ainda precisávamos votar em mais 3 categorias: melhor conjunto da obra, melhor chef mulher e melhor chef pâtisserie.

Tive o cuidado de votar em grandes restaurantes nos quais estive, tanto aqui no Brasil, quanto pelo resto do continente, seja em São Paulo, seja em Lima, mas sim, votei também em alguns restaurantes da minha cidade. Recife sim, é uma capital gastronômica e o mundo precisa descobrir isto! De mais a mais, meus votos para os restaurantes recifenses foram dados com a mais absoluta sinceridade e porque considero que eles não ficam a dever, tanto em termos de experiência gastronômica, quanto em sabor, aos demais que dei meu voto mundo afora, muitos deles que sim figuraram na lista de vencedores.

A noite de gala enfim chegou e essa semana foram divulgados os vitoriosos, aqueles por quem os sinos dobram, que terão seus nomes no olimpo da fama e suas mesas lotadas e disputadas…

O grande vencedor foi o excepcionalíssimo Central, em Lima, seguidos de Astrid y Gastón e DOM, de Atala, que também abocanhou o prêmio de melhor chef pelo conjunto da obra! Mas os brasileiros também arrasaram e emplacamos 9 restaurantes.

A lista extraiu das minhas memórias bons momentos no Maní, no restaurante de Roberta Sudbrack, no Fasano.

Muitos peruanos na lista, os melhores da cidade, juro! Olha que estive em quase todos os listados, como o Astrid y GastónMalabarRafael, Fiesta, La MarCentral. E são excepcionais.

No mais, é só uma questão de colocação, o que importa é mesmo comer bem!

Aos vencedores!

 

1 Central – Lima, Peru
2 Astrid y Gastón – Lima, Peru
3 D.O.M. – São Paulo, Brasil
4 Maní – São Paulo, Brasil
5 Boragó – Santiago, Chile
6 Pujol – Cidade do México, México
7 Maido – Lima, Peru
8 Biko – Cidade do México, México
9 Tegui – Buenos Aires, Argentina
10 Quintonil – Cidade do México, México
11 Malabar – Lima, Peru
12 Mocoto – São Paulo, Brasil
13 Roberta Sudbrack – Rio de Janeiro, Brasil
14 Aramburu – Buenos Aires, Argentina
15 La Mar – Lima, Peru
16 Tarquino – Buenos Aires, Argentina
17 Parador La Huella – José Ignacio, Uruguai
18 El Baqueano – Buenos Aires, Argentina
19 Pangea – Monterrey, México
20 Fiesta – Lima, Peru
21 Chila – Buenos Aires, Argentina
22 La Cabrera – Buenos Aires, Argentina
23 Tomo – Buenos Aires, Argentina
24 Sud 777 – Cidade do México, México
25 Manzanilla – Ensenada, México
26 MeroToro – Cidade do México, México
27 Rafael – Lima, Peru
28 Alto – Caracas, Venezuela
29 Oviedo – Buenos Aires, Argentina
30 Osaka – Santiago, Chile
31 La Picanteria – Lima, Peru
32 Gustu – La Paz, Bolivia
33 Rosetta – Cidade do México, México
34 Remanso Do Bosque – Belém, Brasil
35 Olympe – Rio de Janeiro, Brasil
36 Epice – São Paulo, Brasil 
37 Ambrosía – Santiago, Chile
38 Attimo – São Paulo, Brasil 
39 Criterión – Bogotá, Colômbia
40 Francis Mallman 1884 – Mendoza, Argentina
41 Amaranta – Toluca, México
42 Corazón de Tierra – Ensenada, México
43 Harry Sasson – Bogotá, Colômbia
44 Fasano – São Paulo, Brasil
45 La Bourgogne – Punta del Este, Uruguai
46 El Cielo Bogotá – Colômbia
47 Sucre – Buenos Aires, Argentina
48 Elena – Buenos Aires, Argentina
49 Leo Cocina y Cava – Bogotá, Colômbia
50 Pura Tierra – Buenos Aires, Argentina

 

 

Bookmark and Share

Pomodoro Café: as delícias de sempre!

(30 de agosto de 2014)

Bookmark and Share

Se tem um lugar que conquistou o coração dos recifenses, foi o Pomodoro Café.

tr DSC07594

O pioneirismo do chef Duca Lapenda e que o alavancou ao sucesso está no fato de que trouxe para o seu bate-ponto o conceito de cozinha italiana clássica, com aconchego e sabor, aliada à alta gastronomia. Tanto que se tornou no bairro de Boa Viagem, sua primeira casa, um celebrado ponto por anos a fio! Outros vieram, melhores ou piores, não importa, mas, quem chega primeiro e alcança a fama, já diz o ditado, “deita na cama”…

tr DSC07603

A fonte, no entanto, mudou de zip code (CEP), e a sublime forma que o chef tem de ofertar alimento e servir seus comensais está agora no bucólico bairro de Casa Forte.

m1

O restaurante tem uma nova cara, mas com o charme que marcaram a identidade da antiga casa. Aos elementos italianos que marcam a vibe italiana do lugar, foram agregados detalhes da cultura pernambucana na decoração. Uma “Itália” cheia de sutilezas, com a cozinha bem afinada de sempre. As novidades ficam por conta do forno de terracota à lenha, do qual saem pizzas e afins, além de alguns pratos epecialmente concebidos para a execução no “brinquedinho” novo do chef, como é o caso do peixe recheado com ervas… #deuvontadedevoltarparaprovar

tr DSC07602

A Salsiccia de Bologna também é outra que sai direto do fogo à lenha. É  daquelas fontes que nos faz perceber que comida é sinônimo de prazer e não apenas um modo de sobrevivência. O seu molho adocicado e equilibrado de tomates italianos formaram o arremate para ganhar de vez nossa adesão e nossas reverências. O ponto alto daquela tarde de domingo!

tr foto 3

Já o Filé Dijon mostrou toda a sua capacidade de permanecer imutável ao longos dos anos! Um clássico da casa com seu molho escuro, que contrasta com o creminho de mostarda da massa…

tr DSC07597

O camarão com fettuccine foi outro que veio à mesa e estava realmente bom.

tr DSC07599

Enfim, um reduto de comida autenticamente gostosa e bem feita! De calor humano e de comida com aconchego.

Demorei a cruzar a cidade para ir até lá… Mas, sim, voltarei sempre! E guardarei sempre a esperança de que o chef volte aos domínios que o consagrou no bairro de Boa Viagem…

 

Preços: Salsicia de Bologna: R$ 35,00; Filé Dijon $49,90;  Camarões com fetuccine: R$ 45,00.

 

Pomodoro Café

Rua Alfredo Fernandes, 77

Casa Forte (na rua do Mc Donald´s)

Recife – PE

Fone: 3314-0530

COMO CHEGAR

Bookmark and Share

Direto de Barcelona: as fotos do Pakta!

(22 de agosto de 2014)

Bookmark and Share

Já postei aqui no blog sobre um dos últimos restaurantes dos über chefs Ferran e Albert Adriá, o Pakta!

Trata-se de mais uma empreitada do universo El Bulli, porém de cozinha peruana.

Pois bem, uma amiga, Karla Dantas,  viu aqui no blog a dica e foi parar lá. Enviou-me as fotos pelo Whatsapp e elas acabaram ficando no meu celular sem destino. Uma falha que trato de sanar agorinha publicando-as aqui no blog…

É pra pegar um avião e correr logo pra Barcelona, não é?

m1 m2

Bookmark and Share

Lima: uma “Fiesta” de sabor!

(5 de agosto de 2014)

Bookmark and Share

Já havia escrito tantas coisas sobre o Peru, mas ainda escapou o Fiesta. Como disse várias vezes, comer no Peru é sempre uma grata surpresa!

tr DSC07887

Hum, que delícia! Além disso, conhecer a culinária do norte do país, em plena capital limenha.

Esse restaurante de comida típica, tem um climinha de terraço de uma casa quatrocentona. É su-per-bem-fre-quen-ta-do pelas famílias peruanas. No almoço de domingo, pareceu-me que o PIB limenho estava todo por lá…

tr DSC07874

Mas, isso não importa mesmo, principalmente quando o que me impressionou foi a qualidade da comida, do sabor, da capacidade de fazer dos clássicos, algo surpreendente em sabor! Alinhando comida típica com alta gastronomia, o chef Hector Solis consegue extrair sensações inexplicáveis… E olha que fui pra cumprir tabela, meio sem fome que estávamos, só porque tínhamos reservado…

Logo no começo, talvez (sem exageros),  o prato que mais gostei em todo o Peru, o Lombo de Mero na lancha (na chapa) com molho gourmet. Um espécie de ceviche grelhado, que, mama mia! Escandalosamente bom, toque de ají (a pimenta peruana). Coisa pra quem não aceita enganar o estomago com qualquer bocado! Ah, e esse molhinho amarelo, vocês não tem ideia do quão indecentemente bom ele era! A ausência de paradigmas, torna impossível sua descrição! Huuumm!

tr SC07875

No quesito principais,  meu marido foi de um extraordinário corte de carret de cabrito de leite braseado no carvão, acompanhado de batatas estufadas com azeitona e tacu tacu, uma guarnição típica a base de feijão e arroz, cujo ají transforma-a em acontecimento gastronômico e sabor sem paradigmas.

trDSC07885

O meu foi um peixe salteado com tacu tacu frito. Huuuummm!

tr DSC07883

Um lugar, que, voltando em Lima, certamente vou repetir!

 

 

Preços: Lombo de mero 69,00 soles saltado; carret de cabrito 60,00 soles

Fiesta Restaurante

LIMA – AV. REDUCTO 1278, MIRAFLORES.

242 9009

http://www.restaurantfiestagourmet.com/flash/galerialima.html

 

 

Bookmark and Share

Chi cha: referências peruanas em Cusco

(29 de junho de 2014)

Bookmark and Share

Gaston Acurio é onipresente no Peru. Celebridade, chef, mago, business man (homem de negócios), embaixador da gastronomia, um homem a frente de seu tempo, o que for, ele é tudo isso.

No país em que gastronomia é a paixão e mania nacional, algo equivalente à relação brasileiro X futebol. O mega e über chef não poderia ficar de fora dos principais redutos gastronômico-turísticos.

Em Cusco, assim, ele tem seu reduto, cujo bate-ponto atende pelo nome de Chi Cha.

tr DSC08292

Chi Cha, o nome de batismo da casa não é a toa, já que é mesmo uma alusão- homenagem à chicha morada, a bebida tipicamente dos Andes, feita de milho roxo, que tem coloração intensa entre vermelha e roxa.

Todas as referências do lugar remetem a tal bebida.

tr DSC08302

Mas, claro, o onipresente ceviche, dá também o seu ar da graça, com excelente qualidade, balanço entre cítricos e pugentes (apimentados) e adocicado dos tubérculos andinos! Polvo, peixe e camarões em perfeito leche de tigre.

tr DSC08298

Uma carrillera de ternera (corte de carne de boi), como molho de ervas andinas, foi bem naquela noite…

tr DSC08303

E para completar, petit fours  com sabores andinos e marcar definitivamente o emblema da casa, com deliciosos bombons cristalizados de chicha morada…

tr DSC08304

Bom pra ficar na memória e dizer hasta la vista (até a próxima), baby!

 

PREÇOS: Ceviche 39 soles; ternera 49 soles.

CHI CHA

Plaza Regocijo 261, 2do. nivel

Cusco – Perú

Teléfono (51) (84) 240520

Horario de Atención: Lunes a Domingo 12:00 am – 11:00 pm

 Como chegar 

http://www.chicha.com.pe/

Bookmark and Share

Chez Bernard: Ba(h)ia esplendorosa

(8 de junho de 2014)

Bookmark and Share

Salvador tem belas vistas, belos mirantes, onde a Bahia é mais Bahia, mas na Baía de Todos os Santos existe um lugarzinho especial, onde essa vista se torna mais esplenderosa! Esse local atende pelo nome de Chez Bernard!

A razão? Vistas estonteantes cujo visual é     de fato estupendo! Tradicional na cidade (foi fundado em 1963), é um bistrô bem charmoso, com a sofisticação saída dos traços do badalado arquiteto David Bastos.

E se a gente senta na janela, é garantia de se derreter com aquela vista, de ficar babando mesmo. Dá só uma espiadinha…

A cozinha, talvez não seja a melhor da sua vida, mas está baseada na clássica vertente francesa com filés ao molho bernaise e tudo mais. Porém, como disse, a vista compensa tudo…

O Stinco de Cordeiro já foi devidamente provado e aprovado…

Como estamos na Bahia, certa vez, fui uma massinha básica de frutos mar.  Outra vez, mandei aterrisar um peixe fresquíssimo, que foi encerrado por uma tarte de maçã!!!

Fica a dica quando você estiver na Bahia. Não deixe de se encantar por essa bela vista!

RESTAURANTE CHEZ BERNARD

Rua Gamboa de Cima, 11

Aflitos

Salvador – Bahia

http://www.chezbernard.com.br/

 

 

Bookmark and Share

AZAMARA JOURNEY: Navio Butique no Brasil em 2014/2015

(1 de junho de 2014)

Bookmark and Share

Azamara

Notícia quente para os amantes do luxo: Azamara Club Cruises aporta no Brasil esse final de ano, com 6 cruzeiros!

Eles acontecem entre dezembro de 2014 e fevereiro de 2015. Serão roteiros de 9 a 18 noites pela América do Sul, que incluem as saídas de Natal, Reveillon e Carnaval visitando diversas cidades brasileiras como Rio de Janeiro, Búzios, Ilhabela, Salvador, Recife, Ilha Grande, Natal e Belém, bem como portos sul-americanos como Punta del Este, Montevidéu e Buenos Aires.

A bordo do recém revitalizado Azamara Journey, os hóspedes poderão desfrutar na próxima temporada de um Natal em Montevidéu, o Réveillon assistindo aos tradicionais fogos de Copacabana e o Carnaval no Rio de Janeiro, que inclui pacotes especiais de excursão para assistir ao Desfile das Escolas de Samba, tanto em camarotes VIPs quanto na arquibancada do Sambódromo da Marquês de Sapucaí.

Em bom Português, os navios da Azamara, empresa que pertence ao grupo  Royal Caribbean, tem em seus navios o supra sumo do luxo e do conforto, onde cada hóspede é tratado com super atendimento. Os navios não são nem muito grandes, nem muito pequenos e mais se parecem hotéis-butique. O serviço privilegia a imersão nos destinos visitados. Além disso, oferece um extraordinário serviço, boa cozinha e vinhos de todo o mundo, além de programas de bem-estar.

As reservas para o roteiro de Carnaval, realizadas até o próximo dia 31 de maio, darão direito a upgrade duplo, pagando cabine interna os hóspedes viajarão em cabines com varanda. Para mais informações acesse http://tinyurl.com/necmg65 ou ligue para 0800 892 02 06.

Confira os roteiros do Azamara Journey no Brasil:

azamara roteiro

16 noites de chegada no Brasil

Período: de 27 de novembro a 13 de dezembro

Número de noites: 16

Cidades visitadas: Málaga (Espanha), Gibraltar (Reino Unido), Tenerife (Ilhas Canárias), Mindelo (Cabo Verde), Natal, Recife, Salvador e Rio de Janeiro

 9 noites pelo Brasil

Período: de 13 a 22 de dezembro

Número de noites: 9

Cidades visitadas: Rio, Búzios, Parati, Ilhabela, Punta del Este, Buenos Aires

 12 noites Natal e Reveillon

Período: de 22 de dezembro a 3 de janeiro

Número de noites: 12

Cidades visitadas: Buenos Aires, Punta del este, Montevidéu, Ilhabela, Parati, Copacabana (Rio de Janeiro), Ilha Grande, Búzios, Rio de Janeiro

 11 noites Argentina e Brasil

Período: de 27 de janeiro a 7 de fevereiro

Número de noites: 11

Cidades visitadas: Buenos Aires, Punta del este, Montevidéu, Ilhabela, Parati, Búzios, Rio de Janeiro

 12 noites Argentina e carnaval no Brasil

Período: de 7 a 19 de fevereiro

Número de noites: 12

Cidades visitadas: Rio de Janeiro, Montevidéu, Buenos Aires, Punta del este, Rio de Janeiro, Búzios, Rio de Janeiro

 18 noites Travessia

Período: de 19 de fevereiro a 9 de março

Número de noites: 18

Cidades visitadas: Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Belém, Devil’s Island (Guiana Francesa), Bridgetown (Barbados), Ilhas Virgens Britânicas, Miami (EUA)

Para mais informações:

 www.azamaraclubcruises.com

*foto: divulgação

Bookmark and Share

Cozinhando Escondidinho: Recife tem um lugar escondidinho!

(20 de maio de 2014)

Bookmark and Share

Primeiro vieram as trufas (de chocolate), depois o restaurante e, inevitavelmente, a fama.

Rivandro França é o nome de seu sorriso (fácil) no rosto. O chef é, sem dúvida, o mais carismático de Recife.

Cozinhando Escondidinho é o nome da sua bat-cozinha! Um lugar cheio de graça, tal qual seu proprietário, com bom humor pra dar e vender, de elementos alusivos à cultura das nossas origens, isto é, tudo pernambucaníssimo! Toda a pernambucanidade que corre em nossas veias, contada de forma ímpar, cheia de charme…

m2

É lá que ele escreve, ou melhor, reescreve as linhas da nossa cozinha regional. Sim, estudou, fez gastronomia, aliou técnica. Mas… A criatividade lhe é nata, o seu jeito de cozinhar, ah, esse é só dele, nenhuma faculdade o ensinou, tampouco a vida… Talento é seu nome!

A cozinha regional e típica de Pernambuco é nossa, só nossa. Tem sabor e identidade únicos. E, não tem jeito, todo pernambucano de verdade orgulha-se e derrama-se de amor por ela… É um caso de amor que os forasteiros só entendem quando estão aqui se deliciando.

Mas, nas mãos de Rivandro, a cozinha típica ganhou selo e características próprias. Um black label (selo preto), eu diria.  E suplantou todas as fronteiras… Ganhou o Brasil e o mundo… As reportagens, prêmios (nacionais) não negam a fama espalhada aos quatro ventos… Algo que só veio a certificar e atestar o que a gente já sabia!

tr DSC04111

tr DSC04117

Por suas mãos de menino-prodígio, nada é óbvio. Cores, formas, texturas, tudo apto a enobrecer sabores, de forma mais moderninha, sem perder a essência e a vibe sertaneja ou a legítima representação litorânea de frutos do mar… Dentro de um mundo pessoal seu, sua cozinha é alegre, vistosa, sólida e criativa!!! Acima de tudo, tem sentimento!

Esse post não pretende esgotar as façanhas de seu criador, mas tentarei fazer um resumo das muitas idas ao bairro de Casa Amarela, o zip code (cep), onde Rivandro está voando alto! Uma lacuna que faltava preencher nesse blog…

Escondidinho, prato típico, não poderia faltar para honrar a assinatura da casa… Em versões mini, tem o tradicional apresentam-se com sabor charque com queijo coalho, de carne de sol…

tr DSC05874

Disco de batata doce com camarão e castanha de caju e um primoroso bechamel por cima, o sabor delicado da pimenta biquinho, dão o que falar toda vez que vem à nossa mesa. Claro, toda vez que vou por lá, não posso deixar de fazê-lo comparecer em nossa mesa… Delicioso!!!!

tr DSC04101

Mini moqueca de camarão na quenga de coco, é charme só! E também sabor!!tr DSC04091

O sururu também vem na quenga virada. Criatividade é o foco. Sabor a toda prova… A legítima cozinha de autor!

 

m1

Charque e carne de sol nas panelinhas também são puro deleite para os olhos e para o paladar! Huuum!!!! A farofa de bolão, como a gente chama aqui a farofa d’água, só lembram a comida de minha mãe…

r DSC04083 tr DSC04092

Essa tábua de carne de charque, macaxeira, queijo coalho e linguiças revela-se também ímpar!

tr DSC04103

Ainda tem baião de dois, mini cordoninhas, galinha cabidela, sarapatel, buchada, tudo com a (re)leitura original e autoral do Chef Rivandro!

No final, bolo de rolo e cartola que nenhum pernambucano é de ferro!!!

tr DSC04105

A cartola, servida pelo próprio Rivandro, é só pra gente sair de lá com esse sorriso!!!!…

TR DSC04106

 COZINHANDO ESCONDIDINHO

Rua Conselheiro Peretti, 106 – Casa Amarela – Recife

Telefone: 3451-0599

 

 

 

Bookmark and Share

Restaurant Week dá início ao festival de sabores

(13 de maio de 2014)

Bookmark and Share

Sem Título-1

*fotos: Sérgio Lobo

Chegou de novo a hora de comer bem, conhecer bons restaurantes e a cozinha de grandes chefs sem tomar um susto na hora de pagar a conta.

Isso, chegou a hora de mais uma edição do Restaurant Week Recife. A data já está marcada: de 19 de maio e 1º de junho! E pra quem tem cartão de crédito Platinum e Black da Mastercard, o festival  ainda conta com a semana pré Mastercard de 12 a 18 de maio Nessa semana pré, os restaurantes irão atender exclusivamente os clientes que possuem os cartões.

E eu já coloquei na minha agenda…

O melhor é pagar precinhos de R$ 37,90 no almoço  e R$ 49,90  no jantar, incluído aí, entrada + prato principal e sobremesa… Quem será que vai caprichar no menu? As fotos dão conta do que vem por aí! O sucesso de público vai atestar isso…

tr3 tr2 tr

A boa nova é a volta de bons e tradicionais restaurantes à lista dos participantes! Temos, em Recife, Barbarico, Biruta, Ça Va Bistrô Moderne, Club Bardot Nail&Bistrot, Dali Cocina, Dom Ferreira Forneria, Eki Shopping Recife, Eki Shopping RioMar, Empório Central, Giardino Bistrô, Hot Spot, It Restaurante, Kisu, Libório, Libório Praia, Mingus, Nez Bistrô – Casa Forte, Nez Bistrô – Pina, Pantagruel, Pomodoro Café, Promenade, Prouvot Cozinha.Bar, Siwichi Cebicheria Peruana, Tapa de Cuadril, Temaki’s Cozinha Oriental Piedade, Temakis Cozinha Oriental Boa Viagem, Thaal Cuisine, Vittorina Pomodoro & Café e o Winner Sports Bar.

E a sacada desse ano fica por conta da eleição de um tema para inspirar e estimular a criatividade dos chefs, o tema “Sabores do Brasil”, com um desafio particular aos restaurantes, já que a organização convidou os participantes a priorizar a gastronomia pernambucana, criando menus com insumos locais e alguns pratos foram batizados com nomes de atrativos turísticos do Recife, como pontes, praias, rios e monumentos.

Ou seja, o restaurante cai na boca do povo e atrai sim novos clientes. Isso sem falar na conotação solidária que o Festival encampa, uma vez que todos os restaurantes destinam R$ 1,00 de cada menu vendido para Fundação Cafu … Vamos ajudar não é pessoal?…

Quem vai perder? Eu já estou escolhendo os meus favoritos e os menus que vou querer testar!…

 

Recife Restaurant Week
Data: 12 a 18 de maio (Semana pré Mastercard) e 19 de maio a 1º de junho

Valores: Almoço: R$ 37,90 + R$ 1,00

Jantar: 49,90 + R$ 1,00
(Bebidas, serviço e couvert não inclusos)

Bookmark and Share