Warning: Use of undefined constant user_level - assumed 'user_level' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/temperesv/temperesuaviagem.com.br/wp-content/plugins/ultimate-google-analytics/ultimate_ga.php on line 524

Kinoshita: arte, estética e sabores sem paradigmas

(26 de setembro de 2012)


Warning: Use of undefined constant user_level - assumed 'user_level' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/temperesv/temperesuaviagem.com.br/wp-content/plugins/ultimate-google-analytics/ultimate_ga.php on line 524

Recentemente a Veja Comer & Beber – São Paulo (edição 2012/2013) proclamou os melhores dos melhores, o supra sumo da gastronomia paulistana, o que resgatou de minha memória grandes refeições que tive na cidade.

Uma delas, no Kinoshita, o melhor japonês deste ano, segundo a premiação. Aliás, o Kinoshita não é estreante na premiação e já abocanhou o prêmio outras vezes.

Foi no ano passado, e ainda guardo belas recordações e vontade de voltar… Na verdade, um memorável almoço, cheio de ousadia, em que flutuamos pelas mãos do chef Murakami e sua equipe, além da gentileza e serviço impecável do Salgado, nosso maitre naquele dia, sempre atento, sempre solícito, sempre simpático, e, importantíssimo, sem excessos…

Tudo culpa do tal “Banquete do Rei”, o menu indicado pelo Salgado para a ocasião… Comemos como reis, fomos mimados, foi mesmo um desbunde gastronômico!

Aquela claraboia com teto de vidro dava a sensação de estarmos num jardim, algo incomum para a selva de pedra de São Paulo (mas uma tendência em alguns restaurantes na cidade, exatamente para dar uma sensação de mais leveza), corroborando assim para mais encanto e serenidade…

O Murakami, um misto de Chef e artista, fazia-nos desvendar sabores especialíssimos. Do alto de sua veterana sabedoria e ,precisão oriental, equaciona com maestria estética e arte. Bem, aquele almoço foi como uma trilha sonora, uma pintura, cheia de minúcias, pormenores e preocupações com cada pre-ci-o-so detalhe!!!… A louça ajudava a tornar tudo ainda mais belo… Surpresa e encantamento!

É aí que entra o Tamagô Tofu para introduzir com uma bela frescura! Esse omeletinho japonês com cogumelos portobelo e tempurá de legumes, adornado por ovas de peixe voador estava incrível e era prenúncio de um porvir que nos deixaria embasbacados e atordoados, tamanho o deleite. O molhinho, parecido com tantos outros dos restôs japoneses por aí, mas, que, ao ser degustado, provava que tinha toque de mestre, pois tinha  um sabor diferente, fora do convencional e instigante ao paladar!

Aquela refeição inesquecível começou a ser moldada então pelo Shakê Crispy, o tal carpaccio de salmão (que mais parecia uma seda de tão macio) com tempurá bem flocado e crocante de legumes adornado com ovas de peixe voador. Imbatível! Para embalar nessa melodia e fazer a festa da boca. Maciez, um corte especial e preciso, precioso, para falar a verdade. Molho provocador e novamente #fo-ra-do-lu-gar-co-mum à base de shoyu da casa, azeite e vinagre balsâmico! O shoyu da casa era a estrela, cujos sabores se equilibravam com os ácidos e cítricos, ou seja, salgados, frutados do azeite e cítricos em equilíbrio e harmonia perfeita! Ah, e tinha manual de instrução para degustar: enrola o sashimi e envolve com o recheio crocante…

A estrela da tarde? Maguru, sashimi de atum com foie gras grelhado e um especial molho teryaki! Preciso dizer que uma das iguarias da alta gastronomia que mais aprecio é o foie gras? Não preciso nem dizer que me acabei né! Incrível conjugação de sabores! Daqueles raros momentos da vida que tudo parece combinar e fazer sentido!…

Sashimi apimentado? Combinação de sabores inusitados… O Mura, como é conhecido o chef, faz disso mais uma expressão de arte. Aliás, pura arte a se comunicar conosco, sem que seja necessária uma palavra, mas que exprime tantas ideias, com significado único e pura estética… Eis aí a expressão traduzida no sashimi de atum selado e molhinho levemente apimentado… Adooro pimenta!!

Daí para a provocação do salmão selado de um lado com molho à base de manteiga, shoyu da casa e limão foi um momento de puro êxtase. Tesouro revelado! O mais estonteante!

Carpaccio de robalo ao molho ponzu (laranja, limão e shoyu) eram escoltados por essa pastinha de yuzu (pequena frutinha parecida com limão), o cítrico japonês mais famoso e falado do momento na alta gastronomia, coisa que constatei em muitos cardápios estrelados mundo afora onde já comi… Chega respirei fundo!…

Sushis hipnotizantes e diferentes de Kobe beef, de enguia, de atum e de vieiras! Desde então, onde chego, persigo o tal sushi de enguia, mas nunca achei outro igual!

Para rebater e fechar a tarde, o Sakê Mirim, o tempurá de peixe escoltado pelo shoyu da casa, com teor de sal reduzido, era recomendado pela casa até mesmo para beber! Realmente excepcional, o shoyu fazia o complemento perfeito e dispensava a tal garrafinha do molho de soja nas mesas…

Finalmente, a cereja do bolo: um ravióli de manga recheado com creminho de yuzu (a tal frutinha cítrica vedete) e sorbet de yuzu! Taí, gostei da combinação, mas talvez o melhor fosse o sablé  japonês com chocolate branco…

Instantes únicos! Felicidade certeira!!!

É preciso que se diga que o Kinoshita estabelece um novo paradigma para a alta gastronomia japonesa. Um sabor único, delicado, impecável, cortes precisos, poético! Leveza e sabor que surpreendem. Estética elevada à categoria de arte! Sem dúvida, um lugar para gente de paladar sensível que aprecia todo o poder criativo de um artista-chef ou chef-artista, como queiram…

KINOSHITA

Rua Jacques Felix, 405

Vila Nova Conceição     São Paulo

Fone: 11 3849 6940

http://www.restaurantekinoshita.com.br/

Escrever um comentário

*



Warning: Use of undefined constant user_level - assumed 'user_level' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/temperesv/temperesuaviagem.com.br/wp-content/plugins/ultimate-google-analytics/ultimate_ga.php on line 524