Warning: Use of undefined constant user_level - assumed 'user_level' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/temperesv/temperesuaviagem.com.br/wp-content/plugins/ultimate-google-analytics/ultimate_ga.php on line 524

Tasca da Esquina: tasca beeemmmm gourmet em Lisboa!

(15 de julho de 2011)


Warning: Use of undefined constant user_level - assumed 'user_level' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/temperesv/temperesuaviagem.com.br/wp-content/plugins/ultimate-google-analytics/ultimate_ga.php on line 524

Quando entro no avião na volta de qualquer viagem (claro, não seria eu), já estou fazendo planos para a próxima viagem…não sei quando vou execeutá-la, mas só sei que vou viajar de novo!!!! Mas também faço sempre um balanço de qual foi o melhor prato, jantar mais inesquecível, o melhor restaurante, coisas desse tipo…

Na viagem de Lisboa, sem pestanejar e, de forma unânime, dita ao mesmo tempo por nós dois: Tasca da Esquina!!! Tasca da Esquina, Tasca da Esquina!!!! E olha que em nosso “currículo” constaram nomes de peso: Eleven, Panorama, Olivier, Solar dos Presuntos, Gambrinus etc… Não que estes não tenham sido maravilhosos!!!…, mas é que sempre temos que eleger o melhor dos melhores!!! E sempre há aquele lugarzinho que sempre valerá a viagem, de onde sempre recordaremos.

Por isso, se eu só tivesse uma única refeição em Lisboa, certamente iria sem pestanejar ao Tasca da Esquina!!! É que tivemos uma tarde tão agradável que isso nos marcou.

Tasca em Portugal é um restaurante simples onde se come muuuiiiito bem. Alguns são carinhosamente chamados de “tasquinha”. Ok, o Tasca da Esquina reúne essas condições, mas não é exatamente uma tasca, na acepção mais correta do termo. Tem toalhas de papel? Sim. Tem talheres colocados despretensiosos em um copo de inox? Sim. É um local pequeno e acolhedor? Sim, mas pára por aí…

Claro, os talheres e as louças são apenas despretensiosamente postos dessa forma, mas são coisa fina, a exemplo dos copos de cristal… Um conceito refeito e reestilizado. Reinventado! Com toque contemporâneo e cool. Isto porque a Tasca da Esquina tem seu charme, uma simplicidade despretenciosamente refinada! Os detalhes anunciavam o cuidado e o esmero em tudo. Quando você entra já se sente envolvido, tudo coroado por um atendimento friendly e cordial, pessoal mesmo! Os aromas de um bom azeite também perfumam o ambiente.

A mágica do lugar: a impressão digital de um chef de alta gastronomia, Vítor Sobral, está impregnada em cada comida, ainda que informal, e sob a forma de petiscos, com descobertas surpreendentes!!! E o melhor: a preços surpreendentemente de muito bom senso!!!

A ementa, como diriam nossos irmãos portugas, traz um dilema, no qual nós caímos, o que escolher? Tudo parecia delicioso! Ficamos um tempo indecisos se íamos pedir o menu degustação ou se íamos petiscar, petiscar… O casal da mesa ao lado, deu uma “forcinha”: “é melhor petiscar”… Bem, a simpática Lucíola foi muito gentil e a tarde se tornou agradável com a conversa deles, parecíamos conhecidos. Nos deram dicas, falaram dos bons restaurantes da cidade, dos sabores de Lisboa. Saudades…

Enquanto isso, “à chegada”, como anunciava o cardápio, vieram pães, azeitonas gordas curadas – deliciosas (aliás, amo o sabor salgadinho dessas ricas esferas…) – , queijo de azeitão (o queijo, que, na tentativa de copiar o igualmente famoso serra da estrela, ganhou personalidade própria, também para comer de colher…). Ah, e tinha uma espécie de bolinho que mais parecia um pastelzinho, não lembro mais de que era, só lembro no final a pronúncia bem sutil de um bom curry?!!!…

Mas, como diria o próprio Vítor Sobral, “a seleção dos produtos encarna minha filosofia de cozinha, todos são regionais, adaptados ao cotidiano e com azeite em destaque”.

Foi exatamente isso que encontramos: uma cozinha regional portuguesa, generosa, com um toque contemporâneo e mais que gourmet, traduzidos nos petisquinhos que fomos degustando. HUUUMMM!!!

A descontração da cozinha veio primeiro em forma de um bem-re-ga-do-no-a-zei-te, pratito de lulas salteadas com cogumelos. Ti-ti-ti!!! Huumm, no capricho!

Em seguida, “pica-pau”! Carne de vaca, em bom português de Portugal, mal-assada, quase um rosbife, finamente fatiada, num denso e suave molho, suntuoso, coberto de batata palha sequinha e crocante. De lamber os dedos e, why not, ao final, passar o pão no molho… Quem resiste? Irreparável!

Esse post já tá ficando sofrido… Água na boca!!!.

Mas…, ossos do ofício, temos que prosseguir com os camarões. O que foi aquilo gente?!!!… “Ora pois”, camarões salteados com malagueta! Indefectível! Personalidade e estilo!

Na minha mesa, em Lisboa, não poderia faltar bacalhau… Amo bacalhau! Mas esse estava special: lascas de bacalhau com batata palha e ovo. Tinha ainda uma emulsão de cebolas, alho e azeite… (descobri o segredo no livro de receitas que comprei lá…). A explicação ao servir: quebrem o ovo – coberto de flor de sal e pimenta de moinho – e espalhem no bacalhau, misturando tudo! Aaahhaiii… Qualquer interjeição que eu usar será incapaz de descrever!!!…

Que tal um pudim de abade de Priscos para fechar com chave de ouro? Um belo pudim conventual para um gran finale! Indescritível o sabor!

Valeu Alexandra Forbes e Nuno, pela preciosa indicação!

A cozinha de Vítor Sobral e sua equipe reflete o espírito da cidade, com todas as razões para esse povo ser bom de garfo. Feita com a geneosidade de quem faz comida com o coração.

Enfim, uma Tasca Gourmet!!

E, assim passamos uma tarde agradável e leve, sentada no janelão que dá para uma rua familiar, devidamente aberto, sentimos horas a fio aquela brisa de uma tarde de verão ainda ameno!!!… O tempo foi passando, passando, até que nos apercebermos que éramos os últimos clientes… C’est la vie

Claro, não fui embora sem comprar os livros do chef…

A boa notícia? Não precisamos mais atravessar o Atlântico para termos os prazeres da mesa da Tasca da Esquina, pois ela acabou de abrir essa semana uma filial em São Paulo (Alameda Itu, 226). Estou louca para testar… Quando for, eu conto aqui…

TASCA DA ESQUINA

Rua Domingos Sequeira 41C

Campo de Ourique – Lisboa

Tel: 210 993 939

http://www.tascadaesquina.com/

e-mail: info@tascadaesquina.com

COMO CHEGAR

2 comentários to “Tasca da Esquina: tasca beeemmmm gourmet em Lisboa!”


  1. Warning: Use of undefined constant user_level - assumed 'user_level' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/temperesv/temperesuaviagem.com.br/wp-content/plugins/ultimate-google-analytics/ultimate_ga.php on line 524

    Renata, primeiro elogiar a excelência dos posts. Esse do Tasca da Esquina ficou muito legal! Mas me colocou numa “sinuca de bico”. Em setembro só disporei de uma noite em Lisboa e estava com o firme propósito de conhecer o Solar dos Presuntos. Agora, aparece-me o “Tasca”. Só tenho um tiro. Que faço??? Rsrs. Abs. Jorge.


  2. Warning: Use of undefined constant user_level - assumed 'user_level' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/temperesv/temperesuaviagem.com.br/wp-content/plugins/ultimate-google-analytics/ultimate_ga.php on line 524

    Oi Jorge,
    Que bom que você está curtindo o blog. Ele é feito com muito carinho e é uma forma de comunicação com os amantes de viagens como eu.
    Bem, assim, como você, estou numa “sinuca de bico” para responder! Difícil escolha, mas vou tentar lhe ajudar…
    Olha, o Solar dos Presuntos é uma verdadeira instituição de Lisboa, listado por todos os meus amigos que passaram dicas – brasileiros e portugueses – portanto, daqueles must go! Tradicional e tradição em sua culinária. O local é um charme e é bem frequantado por turistas e também por portugueses, artistas e milionários, gente normal também. O que dizer da cozinha? Es-pe-ta-cu-lar!!!! Legítima e autêntica cozinha portuguesa tradicional, mas feita deforma estupenda!! Em breve, vou fazer um post sobre ele.
    Ah, se escolher o Solar dos Presuntos, faça sua reserva (podem ser feitas por e-mail) no primeiro andar, onde quase não há turistas…
    Já o Tasca da Esquina, é uma tasca moderninha, e de tasca só tem o nome. O chef Vitor Sobral, faz cozinha portuguesa tradicional, mas traz toda a sua bagagem de alta gastronomia para reescrever isso. O resultado: o sabor é incrível e a experiência surpreendente.
    Olha, se eu não conhecesse nehum dos dois, talvez escolhesse o SOLAR, mas depois qu eu conheci o TASCA, ficou difícil. Como conheço os dois, acho que, para voltar, escolheria o TASCA , como disse no post. Entretanto, o SOLAR é um must go de Lisboa e vale muito conhecer, principalmente se você nunca esteve lá. Agora é decidir…
    Abraços,
    Renata

Escrever um comentário

*



Warning: Use of undefined constant user_level - assumed 'user_level' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/temperesv/temperesuaviagem.com.br/wp-content/plugins/ultimate-google-analytics/ultimate_ga.php on line 524