Warning: Use of undefined constant user_level - assumed 'user_level' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/temperesv/temperesuaviagem.com.br/wp-content/plugins/ultimate-google-analytics/ultimate_ga.php on line 524

Tasca da Esquina: eu fui!!! Agora, em São Paulo…

(21 de abril de 2012)


Warning: Use of undefined constant user_level - assumed 'user_level' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/temperesv/temperesuaviagem.com.br/wp-content/plugins/ultimate-google-analytics/ultimate_ga.php on line 524

Estive na Tasca da Esquina de São Paulo logo que abriu. Um pecadoooo guardar isso no HD do meu computador por tanto tempo…

Ainda estava sob a empolgação e a euforia da volta da viagem recente que havia feito à Lisboa e da “descoberta” da Tasca da Esquina de lá e digo: foi excepcional a experiência de matar as saudades dos sabores de Portugal que ainda estavam na minha boca e perfumavam meu olfato, rondando os meus pensamentos…

E lá estava ela, faceira, como na “Terrinha D’Além Mar”… A taberna de petiscos descontraídamente gourmet!   Tudo remetia à Tasca da Esquina de Lisboa… Foi como se tivesse revivido aquela viagem…

Sim, uma tasca, tipicamente portuguesa, mas com toque contemporâneo e fórmula revisitada e reescrita. Um espaço moderninho e mais que agradável, pensado nos mínimos detalhes… Cool! Aqui, em terras paulistanas, ela não estava na esquina, mas tudo era impecável e despretencisosamente chic, com ares de informal… Aconchego…

E as ervas em canteiros suspensos? Delícia de lugar… Isso não existia em Lisboa…

A cozinha, à vista, encantava e instigava…

O mesmo “coração” depositado nas panelas eram traduzidos em pratos cheios de amor e indefectivelmente cheios de sabor… A personalidade daquele homem traduzidos em comida generosa!… Tivemos sorte, pois o Vítor Sobral em persona estava por lá comandando essas panelas (de verdade)!… Sem falar que a sua simpatia era o temperinho especial da casa… Ele se disse apaixonado pelo Brasil, que aprendeu muito por aqui e tem sua cozinha influenciada por essas bandas, em uma conversinha gostosa ao pé da nossa mesa…

Aliás, a experiência desse chef que passou anos na alta gastronomia e que traduziu todo esse conceito para a cozinha informal, mas gourmet, do Tasca da Esquina, faz toda a diferença para experiência gastronômica do Tasca… Diferentemente do que fizemos em Lisboa, onde decidimos apenas beliscar, beliscar e beliscar, até passar do limite da saciedade…, decidi conhecer a performance de Vítor Sobral, que se manifestou através do menu degustação, também em pequenos bocados… Literalmente confiance, surpresa!

E, tal qual uma verdadeira apresentação, com início, meio e fim, teve início a narrativa…

Os aromas frutados de um bom azeite purrrrrtuguês (assim mesmo, com todos os erres enrolados) que se dispersavam no ambiente já tinham há muito invadido nossas narinas e despertado nosso apetite…

Caldo verde com um bom chouriço português, couve e azeite… Pra começar bem!!! E acariciar nossa boca com sua consistência aveludada… Parece trivial né? Não é bem assim… Indescritível o sabor!

Na sequência, mousse de berinjela, que sozinho, não dizia para que vinha, mas ao ser mesclado com o molho cheio de personalidade da bochecha de porco, era pronunciado e completado com o encontro de texturas, constante da farinha de pão, e, assim, eram responsáveis pela harmonização mais-que-perfeita! Aliás, um casamento perfeito! Estou é me desmanchando só de lembrar… Isto porque além de divino, bochecha de porco não é corte muito comum por essas terras tupiniquins e a gente até estranha, mas em Portugal é iguaria! E, quando você é introduzido a ele, nunca mais esquece, tamanha a maciez e sabor! Eu garanto!!!

E, apresentando: Açorda de Camarão! Um prato tipicamene português que se parece muito com nosso bobó de camarão pernambucano (herança da fusão portuguesa + africana), só que ao invés de macaxeira, é feito à base de pão, e, com uma diferença, impregnado dos sabores de um bom azeite. Eita lá! De arrebentar a boca do balão! Aplausos, e de pé (reação da platéia)… No instante, veio à minha memória a deliciosa refeição que tive no restaurante de Lisboa, especializado em Açordas, o Pap’Açorda

A coisa já estava chegando no seu ápice…

Depois, mignon de porco, sob uma cama de purê de maracujá, com folhas de rúcula e quiabos salteados. Lindo! E divino!

A apoteose final desfilou em forma de cordeiro assado, no ponto perfeito, com cogumelos salteados com abobrinha, creme do próprio molho do cordeiro, purê de mandioquinha e farofa de ervas!… Letra e verso!!!… Vou deixar a foto para contar a história e embalar a música…

E para fechar, abalar as estruturas desse palco, ele, o bacalhau!!!! Sem-pa-laaaaa-vras!… Um absurdo de bom! Acho que em outra vida fui portuguesa, porque eu amoooooooooo, venero, cobiço, desejo, salivo, almejo bacalhau… Assado, com vapores de aroma impregnando o meu nariz e convidando a me entregar, desmanchava-se em fartas e suculentas lascas apenas com o toque dos talheres. Concentrado, tenro, suculento e profundo!

Só ficaria faltando a sobremesa, essa também sob a forma de degustação, compartida com toda a mesa… Um pout pourri tipicamente portuga: Farófias, leite creme,  mousse de chocolate… Servido em forma de mimos, que dá mais vontade de comer… Espetacular! Para fechar! E abalar!

Enfim, um local onde o verbo comer é conjugado com louvor, complexo sim, mas traduzido e entregue de maneira descomplicada! Cozinha regional portuguesa, tradicional, mas modernizada, reescrita. Conjugado em forma de perfomance orquestrada com deliciosas surpresas…

TASCA DA ESQUINA

Alameda Itu, 225

São Paulo – SP

Fone: +55 11 32620033

info@tascadaesquina.com.br

http://www.tascadaesquina.com/SP/

 

Escrever um comentário

*



Warning: Use of undefined constant user_level - assumed 'user_level' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/temperesv/temperesuaviagem.com.br/wp-content/plugins/ultimate-google-analytics/ultimate_ga.php on line 524